Fundo Mundial para a Natureza compra licença de pesca para proteger Grande Barreira de Coral

O Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na sigla em inglês) anunciou, nesta quarta-feira, que comprou uma licença de pesca comercial de tubarões, para proteger a vida marinha na Grande Barreira de Coral, no nordeste da Austrália.

 

 
A diretora da Conservação do WWF Austrália, Gilly Llewellyn, declarou à cadeia televisiva ABC que os tubarões-martelo (Sphyrna mokarran) estão ameaçados.

Segundo Gilly Llewellyn, a iniciativa “vai prevenir que os dugongos, tartarugas e golfinhos morram nas capturas e vai ajudar os recifes de corais a recuperar antes do pior episódio de branqueamento de corais da história”.

A caça comercial de tubarões na Grande Barreira cresceu de 222 toneladas para 402 toneladas em 2015, o que quantifica a captura de cerca de 100.000 exemplares, segundo dados oficiais.

O tubarão-martelo faz parte da lista de espécies em vias de extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

Dois estudos científicos publicados este ano denunciaram uma enorme descoloração de coral na Grande Barreira, provocado pela atividade humana.

A Universidade australiana James Cook fez saber em abril que a Grande Barreira de Coral está a sofrer a pior crise de descoloração desde que há registos, com 93% do coral afetado, que se estende ao largo de 2.300 quilómetros da costa.

A publicação, no mês seguinte, do Centro de Excelência de Estudos de Recifes Corais indicou que o branqueamento já causou a morte ou deixou em estado moribundo 35% do coral das zonas norte e centro da Grande Barreira.

com Lusa

horadoplaneta às 16:45 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos