A natureza intocada do Afeganistão

O Afeganistão é um dos mais perigosos países do mundo e poucos turistas – e muito menos ocidentais – arriscam uma visita. Mas, todos os anos, uma mão cheia de esquiadores aventurosos ganham coragem para fazer a longa caminhada até Bamyan, no Afeganistão Central, onde vivem algumas das mais pobres pessoas do mundo.


O que os leva até lá? A única competição de ski do país, organizada pela Aga Kahn Foundation para desenvolver a região e permitir o desenvolvimento económico. A competição foi lançada em 2008 e tem como patrocinador a marca suíça Volkl, responsável pelos equipamentos e treinos dos locais.

 

Desde 2011 que a empresa britânica Untamed Borders organiza viagens até Bamyan – especificamente para participantes na competição – e, desde então, entre 10 a 20 locais chegam à montanha todos os anos, respeitando sempre a segurança e natureza do local, de acordo com Kausar Hussain, co-fundador da competição.

 

E se imagina o Afeganistão como um local quente e árido, devido a todas imagens que viu nos últimos anos na televisão, fique a saber que há cenários de Inverno que nos remetem para outros locais bem afastados, do Canadá, Himalaias ou Andes.

 

Bamyan, que fica na antiga Rota da Seda, é um cenário pitoresco coberto de neve. As montanhas Hindu Kush, que a rodeiam, é uma das cordilheiras menos exploradas do mundo – e continuará a sê-lo nos próximos anos.

 

Assim, imagens destas não serão publicadas todos os anos.

 

@Green Savers

tags:
horadoplaneta às 03:01 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos