Terça-feira, 18.06.13

Xinelus sira so'e iha tasi-ibun sai hanesan brinkedu iha Kénia (ho Foto)

Julie Church hanesan espesialista iha konservasaun natureza nian no hanesan Ocean Sole ninia na'in, ONG ida ne'ebé hamoos foer sira iha tasi-ibun - liuliu xinelus boraxa nian. Hafoin ne'e, Church lori foer sira ne'e no transforma ba brinkedu sira, brinku sira no objetu sira dekorasaun nian.




 

Projetu ne'e dezenvolve hela iha Kénia no mós iha ligasaun ba envolvimentu sosiál no emprego nian. Tanba transformasaun foer ba objetu sira loron-loron nian ne'ebé halo hosi grupu ida mane no feto kenianu sira nune'e bele tulun ambiente no hetan osan ruma.

 

Aleinde brinkedu sira, iha mós artezaun ne'ebé halo eskultura boot hosi restu sira ne'e, fa'an ba turista sira iha mundu tomak ho marka Ocean Sole. Loloos ne'e, grupu sidadaun nian ne'e servisu besik boraxa ho tonelada 400 tinan-tinan hosi tasi-ibun, ninia inisiativa maka hodi harii fali moris hosi komunidade kosteira nasaun afrikanu nian.

 

Tuir Meu Planetinha, grupu ne'e iha ona ema na'in 100, barak liu antes hetan servisu ne'e iha hamlaha ninia laran. Hanesan kazu Maureen Atineo no Eric Mwandola nian. Eric hatete katak nia uluk laiha osan hodi hola sapatu, maibé ohin iha ai-hán, ropa no bele haruka ninia oan sira ba eskola.

 

Le artigo original no hatene liután kona-bá ONG Ocean Sole.

Hanoin ona iha ideia ne'e no bele halo buat ruma iha ita ninia komunidade?

 

 

 

Sapo TL no Green Savers

horadoplaneta às 14:07 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Chinelos descartados na praia tornam-se brinquedos no Quénia (com Fotos)

Julie Church é especialista em conservação da natureza e a cara por trás da Ocean Sole, uma ONG que retira todo o tipo de lixo das praias – sobretudo chinelos de borracha. Depois, Church pega neste lixo e transforma-os em brinquedos, bijuterias e objectos de decoração.




 

O projecto está a ser desenvolvido no Quénia e está também ligado à inclusão social e emprego. É que a transformação de lixo em objectos do dia-a-dia é assegurada por um grupo de mulheres e homens quenianos, que assim ajudam o ambiente e ganha algum dinheiro.

 

Para além de brinquedos, há artesãos que já fazem esculturas gigantes com estes resíduos, vendendo-as a turistas de todo o mundo com a marca da Ocean Sole. Na verdade, este grupo de cidadãos trabalha cerca de 400 toneladas de borracha por ano das praias, tendo a iniciativa reconstruíndo a vida da parte da comunidade costeira do país africano.

 

Segundo o Meu Planetinha, o grupo terá já 100 pessoas, sendo que muitas delas passavam fome antes deste emprego. É o caso de Maureen Atineo e Eric Mwandola. Este último confessou que não tinha dinheiro para comprar sapatos, mas hoje tem comida, roupa e consegue colocar os seus filhos na escola.

 

Leia o artigo original e saiba mais sobre a ONG Ocean Sole. E que tal pegar nesta ideia e fazer algo pela sua comunidade?

 

 

 

Sapo TL e Green Savers

horadoplaneta às 14:02 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Junho 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
19
20
21
22
23
26
27
29
30

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO