Quinta-feira, 18.07.13

Bañista xinés sira nanin iha tasi ida budu-tasi nian (ho Foto)

Imajen sira ne’ebé tuirmai bele haree hanesan pradu verde ida maibé loloos ne’e maka budu-tasi ondulante sira -  iha tonelada barak. Iha ne’e bele haree ema sira relaxa iha tasi Qingdai, iha provínsia Shandong nian, iha Xina, ne’ebé bee transforma ba tasi ida ho kór verde.

 

 

Hasai ona besik tonelada 20 budu-tasi nian iha tasi-ibun iha loron hirak ikus ne’e, tanba  kosta ne’e nakonu ho kór verde hahú iha inísiu fulan-Juñu nian. Hanesan budu-tasi ida ne’ebé laiha veneno, naran Enteromorpha. Nia laiha efeitu aat iha ema sira – loloos ne’e, bele hodi han no hetan elojia tanba iha ninia benefísiu barak ba saúde.

 

Budu-tasi ne’ebé koñesidu mós ho naran alfase-tasi-nian, koñesidu tanba riku iha magnéziu no nutriente sira seluk no hanesan fonte hahán ida riku ho vitamina sira ne’ebé tulun hodi hadi’a kulit no hatún tensaun aas.

 

Aleinde iha nutriente ba ema moris sira, budu-tasi ne’e mós hanesan fonte hah´n ida ba animál sira tasi nian inklui manatin sira.

 

Maski nune’e, ekipa sira limpeza nian tenki servisu lalais hodi hamoos bee antes fahe malu no hahú dodok – iha kazu hanesan ne’e, bele prodús kuantidade maka’as ba sulfeto idrojéniu nian, hanesan gás ho veneno ida.

 

Tipu partikulár hosi budu-tasi ne’e bele to’o naruk sentímetru 50, baibain moris besik kosta marítima sira nian, iha fatuk tasi sira nian, estuáriu sira no portu sira.

 

Iha tinan 2008, liu voluntáriu rihun sanulu maka ajuda ona hamoos rejiaun ne’e, bainhira tasi-ibun hetan okupa hosi budu-tasi besik 20 Km2.

 

 

Sapo TL e Green Savers 

horadoplaneta às 16:15 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Banhistas chineses nadam num mar de algas (com Fotos)

As imagens que se seguem parecem dizer respeito a um prado verdejante, mas na verdade não são mais do que algas flutuantes – toneladas delas. Aqui podem ver-se banhistas a relaxar na praia de Qingdao, na província de Shandong, na China, onde as águas se transformaram num mar esverdeado.

 

 

Já foram removidas cerca de 20 toneladas de algas da praia nos últimos dias, sendo que a costa está coberta de verde desde o início do mês passado. Trata-se de uma alga não tóxica, a Enteromorpha. Ela não tem qualquer efeito nocivo nas pessoas – na verdade, é comestível e muito elogiada pelos seus benefícios para a saúde.

 

A alga, também conhecida como alface-do-mar, é conhecida por ser rica em magnésio e outros nutrientes e uma fonte de alimento rica em vitaminas que podem ajudar a melhorar a pele e a diminuir a pressão arterial.

 

Para além de serem nutritivas para os seres humanos, as algas também são uma fonte de alimento para os animais marinhos, incluindo manatins.

 

Mesmo assim, as equipas de limpeza terão de trabalhar rapidamente para as remover da água antes que se decomponham e comecem a apodrecer – nesse caso, podem produzir grandes quantidades de sulfeto de hidrogénio, um gás tóxico.

 

Este tipo particular de algas pode atingir até 50 centímetros de comprimento, crescendo normalmente perto das costas marítimas, em rochas, estuários e portos.

 

Em 2008, mais de 10 mil voluntários ajudaram a limpar esta mesma região, quando a praia foi inundada por cerca de 20 Km2 de algas.

 

 

Sapo TL e Green Savers 

horadoplaneta às 15:47 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Julho 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
16
20
21
22
23
24
26
27
28
30
31

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO