Quinta-feira, 12.02.15

Xina, Indonézia, Filipina, Vietnam ho Sri Lanka sai responsável ba lixo tonelada resin

Xina, Indonézia, Filipina, Vietnam ho Sri Lanka hanesan nasaun lima nebe sai hanesan responsável prinsipál ba plástiku tonelada millaun ualu nebe eziste iha oseanu, haktuir hosi estudu sientífiku ida nebe fó sai ohin iha revista Science.

 

Ema sira nebe hamoos hela foer sira iha illa Mabuhay, iha sidade Paranaque, iha Filipina. EPA@ Ritchie B. Tongo


Tuir estudu, iha tinan 2010, jestaun la di'ak ba rezíduo ho foer sira nebe so'e iha mundu tomak hamosu akumulasaun ba plástiku hamutuk tonelada millaun ualu iha oseanu sira, nebe bele prejudika moris iha tasi laran.

Estudu refere katak Xina, Indonézia, Filipina, Vietnam ho Sri Lanka sai hanesan nasaun sira nebe kontribui ba ezisténsia tonelada sira ne'e nian, nebe kalkula ho baze iha modelu matemátiku ida nebe determina kuantidade foer nebe ema sira halo iha nasaun sira nebe situa iha litorál.

"Númeru bele sai aat liu. Ho populasaun nebe aumenta, konsumu plástiku no rezíduo nebe aumenta iha tinan 2025, númeru sei dobra", haktuir hosi investigadór ida hosi Universidade Gerogia nian, Jenna Jambeck.

Investigadór ne'e hatete mós katak nasaun sira nebe iha dezenvolvimentu lalais iha tendénsia atu kontribui liu ba ezisténsia foer plástiku nian iha oseanu tanba sira ladún iha kapasidade hodi dezenvolve sistema ida jestaun nian nebe adekuadu ba rezíduo sira.

ho Lusa

horadoplaneta às 21:37 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

China, Indonésia, Filipinas, Vietname e Sri Lanka responsáveis por toneladas de lixo

A China, Indonésia, Filipinas, Vietname e Sri Lanka são cinco dos principais responsáveis pelas 8 milhões de toneladas de plástico que existem nos oceanos, refere um estudo científico divulgado hoje na revista Science.

 

As pessoas que estão a limpar o lixo na ilha de Mabuhay, na cidade de Paranaque, Filipinas. EPA@ Ritchie B. Tongo


Segundo o estudo, em 2010, a má gestão de resíduos e o lixo deitado fora em todo o mundo provocaram a acumulação de cerca de 8 milhões de toneladas de plástico nos oceanos, o que poderá prejudicar a vida marinha.

O estudo refere que a China, Indonésia, Filipinas, Vietname e Sri Lanka são os países que mais contribuíram para a existência daquelas toneladas, calculado com base num modelo matemático que determina a quantidade de lixo feito por pessoas em países situados no litoral.

"O número pode piorar. Com o crescimento da população, o aumento do consumo de plástico e da produção de resíduos em 2025, o número dobra", disse uma investigadora da Universidade de Geórgia, Jenna Jambeck.

A investigadora disse também que os países em rápido desenvolvimento tendem a ser os que mais contribuem para a existência de lixo plástico nos oceanos por serem os que têm menos capacidade para desenvolver um sistema de gestão de resíduos adequados.

com Lusa

horadoplaneta às 21:24 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Fevereiro 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO