Quinta-feira, 02.07.15

Bareira Korál nian hetan risku

© David Gray / Reuters
Lenuk ne'e buka hela hahan iha illa Lady Elliot, Queensland, Austrália

 

ONU hatete katak agora preokupa tebes ho estadu Bareira Bo’ot Korál nian no husu esforsu maka’as hodi konserva fatin naturál ida furak iha mundu. 

 

Desizaun UNESCO nian presiona Austrália hodi evita destruisaun ba resife ho 2.300 km ba largu kosta Queensland.

 

Biodiversidade no resife 2.500 liu ne’ebé subar-an ba  úniku korál sira ho espésie animál rihun ne’e fonte importante ida ba reseita turístiku.

 

Reprezenta dólar millaun rihun resin kada tinan. Nune’e, komité UNESCO nian seidauk konklui fatin iha lista Patrimóniu Mundial nian ne’ebé hetan risku.

 

Bareira Bo’ot hetan Risku. Alterasaun klimátika, maibé moos intervensaun ema nian, liliu ho dezenvolvimentu atividade portuária iha zona, kontribui  makaas ba degradasaun ba ekosistema ida ne’e.

 

Lenuk matak bo’ot sira hetan ameasa, hanesan moos dugongu sira no iha korál sira barak mak aat.

 

Delegasaun ida hosi UNESCO tun ba tasi foin lalais iha Bareira Bo’ot Korál australiana nian hodi avalia estadu ba património ne’e.

 

Komité halibur hamutuk ohin iha Bonn iha Alemaña.

 

SAPO TL ho SIC

horadoplaneta às 01:15 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Grande Barreira de Coral em risco

© David Gray / Reuters
Tartaruga à procura de comida na ilha Lady Elliot em Queensland, Austrália

 

A ONU diz que está preocupada com o estado da Grande Barreira de Coral e pede maiores esforços para conservar um dos mais belos sítios naturais do mundo.

 

A decisão da UNESCO pressiona a Austrália para evitar mais destruição do recife de 2.300 quilómetros ao largo da costa de Queensland.

 

A biodiversidade e os mais de 2.500 recifes que albergam corais únicos com milhares de espécies de animais é uma improtante fonte de receitas turísticas.

 

Representa mais de mil milhões de dólares por ano. Ainda assim, o comité da UNESCO ainda não incluiu o local na lista do Património Mundial em Risco.

 

A Grande Barreira de Coral está em risco. As alterações climáticas, mas também a intervenção do homem, nomeadamente com o desenvolvimento da atividade portuária na zona, têm contribuído, e muito, para a degradação deste deste ecossistema único.

 

As tartarugas verdes gigantes estão ameaçadas, bem como os dugongos e há corais muito danificados.

 

Uma delegação da UNESCO mergulhou recentemente na Grande Barreira de Coral australiana para avaliar o estado deste património. O comité reúne-se hoje em Bonn na Alemanha.

 

@SIC

horadoplaneta às 01:07 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Julho 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
17
18
19
20
23
24
25
26
30

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO