Sexta-feira, 09.10.15

Timor hanesan mós fundadór hosi V20 ne’ebé halibur Estadu sira mak hetan ameasa tanba alterasaun klimátika

Timor hanesan mós Estadu fundadór ida hosi grupu V20, ne’ebé halibur nasaun vulnerável sira ba alterasaun klimátika, hodi buka atu mobiliza influénsia favorável ba sira-nia interese.


 

Foto: Joalarcao @SAPO TL

 

V20 halibur nasaun sira ne’ebé kiak liu iha planeta no aprezenta diretamente iha antípoda G20 nian, ne’ebé halibur Estadu 20 ne’ebé iha liu podér iha planeta, ne’ebé ministru Finansas sira hala’o sorumutu iha kinta-feira iha Lima, iha okaziaun asembleia anuál Fundu Monetáriu Internasionál no Banku Mundiál nian.

 

"Ami hanesan nasaun ho rendimentu kiik ka natoon, menus dezenvolvidu, “áridos”, peninsulár, “encravados”, foho, foho kiik sira ne’ebé iha dezenvolvimentu", haktuir komunikadu ne’ebé fó sai bainhira kria grupu ne’e, ne’ebé preside hosi ministru Finansas filipinu, Cesar Purisima.

"Ami halibur ema millaun 700 (...) no ami hamutuk iha ami-nia vulnerabilidade kontra alterasaun klimátika", esplika grupu foun ne’e iha komunikadu.

 

Kriasaun ba V20 hala’o bainhira finansiamentu iha luta kontra alterasaun klimátika okupa fatin relevu iha ajenda ministru Finansas sira nian, ne’ebé hala’o sorumutu iha Lima, no bainhira falta fulan rua tama ba simeira klima nian, ne’ebé organiza hosi Organizasaun Nasoins Unidas (ONU), iha Paris.

 

Christiana Figueres, responsável hosi klima iha ONU, sauda kriasaun ba V20 no apela ba "finansiamentu ambisiozu no lalais" nasaun sira ne’e nian.

 

V20 aleinde Timor-Leste inklui mós Afeganistaun, Bangladesh, Barbados, Butão, Costa Rica, Etiópia, Gana, Quénia, Kiribati, Madagáscar, Maldivas, Nepal, Filipinas, Ruanda, Santa Lúcia, Tanzânia, Tuvalu, Vanuatu no Vietname.

 

SAPO TL ho Lusa

 

horadoplaneta às 01:40 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Timor é um fundador do V20 que junta Estados ameaçados por alterações climáticas

Timor é um dos Estados fundadores do grupo V20, que junta os países mais vulneráveis às alterações climáticas, para procurar mobilizar influências favoráveis aos seus interesses.


 

Foto: Joalarcao @SAPO TL

 

O V20 junta vários dos países mais pobres do planeta e apresenta-se diretamente nos antípodas do G20, que junta os 20 Estados mais poderosos do planeta, cujos ministros das Finanças se reúnem na quinta-feira em Lima, por ocasião das assembleias anuais do Fundo Monetário Internacional e Banco Mundial.

 

"Somos países com baixos rendimentos ou meios, menos desenvolvidos, áridos, peninsulares, encravados, montanhosos, pequenas ilhas em desenvolvimento", segundo o comunicado divulgado por ocasião da criação do grupo, que é presidido pelo ministro das Finanças filipino, Cesar Purisima.

 

"Juntamos 700 milhões de pessoas (...) e estamos unidos na nossa vulnerabilidade face às alterações climáticas", explica o novo grupo em comunicado.

 

A criação do V20 ocorre quando o financiamento da luta contra as alterações climáticas ocupa um lugar de relevo na agenda dos ministros das Finanças, reunidos em Lima, e quando faltam dois meses para a cimeira do clima, organizada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em Paris.

 

Christiana Figueres, a responsável pelo clima na ONU, saudou a criação do V20 e apelou a um "financiamento ambicioso e rápido" destas nações.

O V20 inclui, além de Timor-Leste, Afeganistão, Bangladesh, Barbados, Butão, Costa Rica, Etiópia, Gana, Quénia, Kiribati, Madagáscar, Maldivas, Nepal, Filipinas, Ruanda, Santa Lúcia, Tanzânia, Tuvalu, Vanuatu e Vietname.

 

@Lusa

horadoplaneta às 01:35 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Outubro 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
17
18
19
20
21
24
25
27
28
29
31

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO