Quinta-feira, 04.02.16

Enerjia: sientista sira besik liu tan ba "loro-matan artifisiál"

Sientista aleman nian sira horisehik konsege halo investigasaun kona-ba enerjia ne’ebé mos, hosi fuzaun nukleár liu hosi teste hidrojéniu, reatór ida ne’ebé koñesidu hanesan “loro-matan artifisiál”.



Xanseler aleman, Angela Merkel, maka sai sasin bainhira halo teste foun ne’e, hafoin lansa tiha iha fulan dezembru liu ba ho hélio. Destaves, fíziku-na’in sira dehan katak mákina Wendelstein 7-X ne’ebé bot, hodi konsege rezolve etapa daruak hosi kriasaun plasma ida ho hidrojéniu.

Ninia objetivu maka atu kria fonte enerjia foun ne’ebé jere hosi fuzaun nukleár, hanesan baibain liu hosi loro-matan ninia klaran no ba iha fitun sira.

 

Métodu ne’e bele submete átomu hidrojéniu ba temperatura to’o grau Celsiu milloens 100 atu nune’e ninia fuzaun núkleu bele fó enerjia.

 

Enerjia fuzaun nukleár hanesan Santo Graal enerjia limpa nian ne’ebé aprenzenta nu’udar laiha ninia limitasaun. Lafó perigu ba enerjia nukleár, tanba to’o tinan barak maka foin hamosu problema seguransa nomós rezíduo radioativu.

 

Nasaun barak maka hakarak atu harii reatór ida, hanesan projetu Reatór Esperimentál Internasionál (Iter). Iter, ne’ebé ho sede iha parte sul Fransa, harii ona tokamak ida, mákina ida hanesan kadeli hodi kria fuzaun nukleár. Maibé, para tiha tanba problema tékniku nomós kustu, Itér foin bele koko hala’o esperiénsia dahuluk durante tinan sanulu nia laran, hafoin projetu refere lansa tiha.

tags:
horadoplaneta às 06:27 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Energia: cientistas mais perto de "sol artificial"

Cientistas alemães atingiram nesta quarta-feira outro marco na investigação sobre energia limpa a partir da fusão nuclear com testes com hidrogénio, num reator conhecido como "sol artificial".


 

A chanceler alemã, Angela Merkel, testemunhou o início deste novo teste, após o lançamento em dezembro de testes com hélio. Desta vez, os físicos conseguiram que a colossal máquina Wendelstein 7-X superasse uma segunda etapa criando um plasma com hidrogénio.

 

O objetivo é desenvolver uma nova fonte de energia gerada pela fusão de núcleos, que ocorre naturalmente no coração do sol e na maioria das estrelas.

 

O método consiste em submeter átomos de hidrogénio a temperaturas de até 100 milhões de graus Celsius para exigir a fusão dos seus núcleos, gerando assim energia.

 

A energia da fusão nuclear é vista como o Santo Graal da energia limpa, apresentada como ilimitada. Ela também não apresenta os perigos associados à energia nuclear, com os seus problemas de segurança e resíduos radioativos que duram milhares de anos.

 

Vários países já entraram na corrida para a construção de um reator, como o projeto de Reator Experimental Internacional (Iter). O Iter, cuja sede está localizada no sul da França, construiu um tokamak, máquina em forma de anel que permite a fusão nuclear. Mas, penalizado por problemas técnicos e de custos, o Iter só irá conduzir a primeira experiência quase dez anos após o lançamento do projeto.

tags:
horadoplaneta às 06:25 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Fevereiro 2016

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO