Terça-feira, 12.04.16

UE promove negósiu entre Europa ho Brazil ba projetu ambientál sira

Uniaun Europeia sei promove troka esperiénsia no negósiu entre empreza brasileira no europeia sira hodi aumenta uzu teknolojia ne’ebé bele ajuda atu redús emisaun gás efeitu estufa iha indústria brazileira.

                                        Foto: © 2007 LUSA - Agência de Notícias de Portugal

 

Projetu Low Carbon Business Action in Brazil (Ação Empresarial de Baixo Carbono no Brasil) identifika hela área no setór sira iha Brazil ne’ebé bele adere ba prosesu no teknolojia ho emisaun karbonu ki’ik.

 

Sei realiza enkontru negósiu tolu iha tinan ne’e no, pelumenus, tolu tan iha 2017, ho partisipasau empreza brazileira no europeia ki’ik ho média sira besik 720.

 

Enkontru dahuluk sei hala’o iha agostu, tuir Ajénsia Brazil.

 

Projetu ne’e sei finansia to’o 80% hosi kustu lojístiku no viajen empreza sira-nian, ho investimentu euro millaun tolu to’o 2018.

 

Sei lansa mós mekanizmu apoiu finanseiru nian atu empreza sira bele dezenvolve proposta sira.

 

Ricardo Esparta, espesialista iha teknolojia ho karbonu ki’ik iha projetu ne’e, hatete ba Ajénsia Brazil katak programa ne’e fó ajuda atu atinje "objetivu sira Konvensaun Klima" no apoia empreza europeia sira ho interese ekonómiku iha área no mós brazileira sira, fornese teknolojia ba sira hodi redús emisaun.

 

Tuir espesialista ne’e, setór ida ne’ebé mak tenke destaka mós iha enkontru entre emprezáriu sira mak biogás, haree ba iha Brazil eziste potensiál hodi prodús gás naturál, maibé falta teknolojia, hanesan ekipamentu hodi prodús no halo produtu ne’e sai moos ho maneira ne’ebé efisiente liu.

 

SAPO TL ho Lusa

 

horadoplaneta às 01:27 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

...

A União Europeia vai promover a troca de experiências e negócios entre empresas brasileiras e europeias para aumentar o uso de tecnologias que ajudem a reduzir as emissões de gases de efeito estufa na indústria brasileira.

                                             Foto: © 2007 LUSA - Agência de Notícias de Portugal


O projeto Low Carbon Business Action in Brazil (Ação Empresarial de Baixo Carbono no Brasil) está agora a identificar áreas e setores no Brasil que possam aderir a processos e tecnologias de baixa emissão de carbono.

 

Serão realizados três encontros de negócios este ano e, pelo menos, mais três em 2017, com a participação de cerca de 720 pequenas e médias empresas brasileiras e europeias.

 

O primeiro encontro deverá decorrer em agosto, segundo a Agência Brasil.

 

O projeto vai financiar até 80% dos custos logísticos e de viagens de empresas, num investimento de três milhões de euros até 2018.

 

Deverão ser lançados também mecanismos financeiros de apoio para que as empresas possam desenvolver as propostas.

 

Ricardo Esparta, especialista em tecnologias de baixo carbono do projeto, disse à Agência Brasil que este programa permite ajudar a atingir "os objetivos da Convenção do Clima" e apoiar as empresas europeias com interesse económico na área e simultaneamente as brasileiras, fornecendo-lhes tecnologias para a redução das emissões.

 

Segundo o especialista, um dos setores que devem ter destaque nos encontros entre empresários é o de biogás, dado que no Brasil existe potencial para a produção de gás natural, mas faltam tecnologias, como equipamentos para produzir e purificar o produto de maneira mais eficiente.

 

@Lusa

horadoplaneta às 01:26 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

UE promove negócios entre Europa e Brasil para projetos ambientais

A União Europeia vai promover a troca de experiências e negócios entre empresas brasileiras e europeias para aumentar o uso de tecnologias que ajudem a reduzir as emissões de gases de efeito estufa na indústria brasileira.

                                             Foto: © 2007 LUSA - Agência de Notícias de Portugal


O projeto Low Carbon Business Action in Brazil (Ação Empresarial de Baixo Carbono no Brasil) está agora a identificar áreas e setores no Brasil que possam aderir a processos e tecnologias de baixa emissão de carbono.

 

Serão realizados três encontros de negócios este ano e, pelo menos, mais três em 2017, com a participação de cerca de 720 pequenas e médias empresas brasileiras e europeias.

 

O primeiro encontro deverá decorrer em agosto, segundo a Agência Brasil.

 

O projeto vai financiar até 80% dos custos logísticos e de viagens de empresas, num investimento de três milhões de euros até 2018.

 

Deverão ser lançados também mecanismos financeiros de apoio para que as empresas possam desenvolver as propostas.

 

Ricardo Esparta, especialista em tecnologias de baixo carbono do projeto, disse à Agência Brasil que este programa permite ajudar a atingir "os objetivos da Convenção do Clima" e apoiar as empresas europeias com interesse económico na área e simultaneamente as brasileiras, fornecendo-lhes tecnologias para a redução das emissões.

 

Segundo o especialista, um dos setores que devem ter destaque nos encontros entre empresários é o de biogás, dado que no Brasil existe potencial para a produção de gás natural, mas faltam tecnologias, como equipamentos para produzir e purificar o produto de maneira mais eficiente.

 

@Lusa

horadoplaneta às 01:18 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Abril 2016

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
16
17
19
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO