Cientista cria app para gravar todos os sons do mundo num único dia

Bryan Pijanowski (na foto) quer gravar todos os sons do mundo num único dia, hoje, e precisa da nossa – e sua – ajuda para o fazer. Pijanowski, um ecologista de paisagens sonoras da Purdue University, nos Estados Unidos, espera que milhares de pessoas lhe enviem alguns minutos de sons do seu dia, através de um app criada especificamente para o efeito, a Soundscape Recorder.

 



Todos estes sons permitirão criar uma banda sonora de toda a vida na Terra, algo nunca antes feito a uma dimensão gigantesca – todas as pessoas com acesso a tecnologia do mundo. Depois, esta biblioteca de sons seria trabalhada ano após ano, sempre no dia 22 de Abril, hoje, e os cientistas poderiam usá-la para medir os padrões e mudanças no nosso ambiente.

“Quero gravar o maior número de ecossistemas que puder, é para isso que trabalho”, explicou Pijanowski. “Mas não consigo ir a todos os locais do mundo. Pensei numa forma de conseguir mais gravações e colocá-las numa base de dados, e foi então que me ocorreu: ‘temos alguns milhões de pessoas neste Planeta com smartphones!’”, admitiu investigador

Segundo a Wired, Pijanowski passa muito do seu tempo em desertos como o Sonora, nos Estados Unidos, ou floresta antigas, como as do Bornéo, na Ásia. Aqui, ele analisa as gravações e descobre novos factos sobre a saúde dos ecossistemas e a sua dinâmica, ou seja, a relação entre a biodiversidade e estrutura da floresta. Ou como as comunidades naturais recuperam de um incêndio, por exemplo.

Com este novo projecto, Pijanowski vai tentar colocar o ênfase do seu trabalho nas cidades, vilas e subúrbios. A app está disponível para iOS e Android, por isso é só captar uns minutos do seu dia-a-dia e enviá-lo para este investigador trabalhar. Se tudo correr como ele planeia, vai passar muito tempo a analisar ambientes urbanos – e não só.

“Temos de perceber se estamos a tornar o nosso planeta num local mais barulhento. Eu acho que sim”, concluiu Pijanowski.

Sapo TL com Green Savers PT

horadoplaneta às 15:24 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos