A reserva animal mais antiga de África (com Fotos)

O parque Hluhluwe-Imfolozi, na província de KwaZulu-Natal, na África do Sul, é um oásis natural abundante em rinocerontes, elefantes, leopardos, leões e mais de 300 espécies de aves. Contudo, as espécies nas áreas selvagens do parque estão em perigo, devido aos planos para construir uma mina de carvão a céu aberto.


 

Esta reserva sul-africana é o santuário animal mais antigo do mundo, criado em 1895. Outrora este local foi terreno exclusivo de caça do famoso chefe tribal Shaka Zulu. A reserva funciona como um parque de alimentação, já que ajuda a povoar outras áreas protegidas. Como tal, o seu ecossistema é particularmente importante.

O santuário é casa dos “grandes cinco” de África – elefantes, rinocerontes, búfalos, leões e leopardos. Actualmente existem cerca de 600 elefantes em Hluhluwe-Imfolozi, que se estende por 96.000 hectares, de savana, floresta e pastagens montanhosas, refere o Guardian. Devido a esforços de conservação, o parque tem agora a maior população de rinocerontes brancos do mundo.

Porém, os planos para começar a extrair carvão na região podem ameaçar o habitat das espécies do parque. A separar a reserva e o local da mina existe apenas o rio Umfolozi, que marca a fronteira do parque.

 


com Green Savers

horadoplaneta às 22:01 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos