Arqueólogos descobrem par de calças mais velhos do mundo

Uma escavação no oeste da China revelou aqueles que serão os dois pares de calças mais velhos do mundo, com cerca de três mil anos, de acordo com o German Archaelogical Institute.

 


As calças pertenciam ao povo Yanghai e sugerem que os nómadas antigos colocavam as suas calças da mesma forma que nós, nos tempos modernos: uma perna de cada vez.

Fabricadas com lã há cerca de 3.300 a 3.000 anos, as calças foram descobertas por Ulrike Beck e Mayke Wagner. Apesar da sua idade, o vestuário é muito similar ao dos nos dias.

 


De acordo com o Ecouterre, a descoberta foi publicada no Quaternary International e avança outros objectos recolhidos: material para andar a cavalo e armas brancas. Mas são as calças que captaram a atenção dos investigadores, que acreditam que esta parte importante do nosso vestuário terá sido inventada na Ásia Central, tendo substituído as togas ou túnicas numa nova era de guerras a cavalo.

As calças são, na verdade, uma única peça personalizada para o tamanho e forma da pessoa, e nem faltam aspectos decorativos no objecto. “As calças são uma parte essencial das ferramentas [do dia-a-dia] do homem, tendo contribuído para a melhoria da sua qualidade física”, concluíram os investigadores.

com Green Savers

horadoplaneta às 10:37 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos