Concerto mundial pelo clima a 18 de junho junta mais de uma centena de artistas

Mais de uma centena de artistas vai participar a 18 de junho num concerto mundial para exigir um acordo ambicioso sobre o clima no final deste ano, anunciou o antigo vice-presidente norte-americano Al Gore nesta quarta-feira.



Al Gore, antigo vice-presidente dos EUA, durante uma secção na 45.ª edição do Fórum Económico Mundial, a decorrer em Davos (Suíça). EPA@Laurent Gillieron


"Vamos ter um acontecimento mundial, em todos os sete continentes", o "Live Earth", para pressionar os responsáveis mundiais a realizar um acordo ambicioso sobre as alterações climáticas na conferência sobre o clima, em dezembro, em Paris, declarou Al Gore, na 45.ª edição do Fórum Económico Mundial, a decorrer em Davos (Suíça) até sábado.

Este concerto vai ser seguido por dois mil milhões de pessoas, através da televisão, da rádio e 'online', previu Al Gore, que indicou que o Rio de Janeiro e Paris estarão entre as cidades onde o espetáculo decorrerá.

O evento vai ser organizado pelo produtor norte-americano Kevin Wall, que em 2007 já tinha organizado um concerto "Live Earth" sobre o clima.

A 18 de junho, os espetáculos vão decorrer "nos maiores estádios", indicou Wall, apresentando uma lista de seis locais.

"Começamos na China", seguindo-se Sydney, Rio de Janeiro, Cidade do Cabo, Nova Iorque e Paris, disse. Um grupo atuará também na Antártida.

"Temos grandes artistas, alguns dos maiores artistas alguma vez reunidos, com uma mensagem: 'Atue agora pelo clima'", declarou Kevin Wall.

Além de Gore e Wall, o evento foi também anunciado pelo músico norte-americano Pharell Williams, diretor criativo do 'Live Earth'.

com Lusa/AFP

horadoplaneta às 14:49 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos