Sri Lanka é o primeiro país a proteger os manguezais

Mais de metade dos manguezais do mundo foram destruídos no último século.



 

Mas os que sobreviveram e se encontram no território do Sri Lanka estão agora protegidos ao abrigo de um projecto único no mundo. E no centro desta operação para proteger estes ecossistemas únicos estão as mulheres.

 

Os manguezais são ecossistemas que desempenham um papel crucial no combate às alterações climáticas pois absorvem mais dióxido de carbono que as outras florestas. Adicionalmente, protegem as zonas costeiras das inundações e proporcionam habitat para animais marinhos, como os caranguejos, camarões e peixes juvenis.

 

Agora, para proteger estas florestas de serem abatidas, o Sri Lanka lançou um projecto de conservação único no mundo, que ao mesmo tempo vai ajudar as comunidades pobres. A estratégia passa por oferecer pequenos empréstimos às mulheres do país e ensiná-las a criar o seu próprio negócio. Em troca, cerca de 15.000 mulheres vão deixar de abater as árvores dos manguezais para lenha e vão guardar os manguezais que ficarem próximos das suas habitações.

 

“É responsabilidade e necessidade de todos os governos, instituições privadas, instituições não-governamentais, investigadores e sociedade civil unirem-se para proteger o ecossistema dos manguezais”, indica o presidente do Sri Lanka, Maithreepala Sirisena, cita a BBC.

 

As organizações conservacionistas responsáveis pelo projecto, que é apoiado pelo governo do Sri Lanka, acreditam que dar poder à mulher trará grandes benefícios para os padrões de vida das comunidades costeiras daquele país.

 

Adicionalmente, as organizações estão convencidas de que a maneira mais eficiente para proteger os manguezais é consciencializar as comunidades que vivem junto destes ecossistemas para a sua importância do que penalizá-las por abater as árvores para lenha.

 

com Green Savers

horadoplaneta às 11:37 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos