Existem três triliões de árvores no mundo

Um estudo da Universidade de Yale com base em dados topográficos e imagens de satélite permitiu calcular a densidade de floresta na Terra, com resultados melhores do que os antecipados.


 

Um estudo da Universidade de Yale, publicado na revista científica “Nature”, calcula que existam mais de três triliões de árvores no mundo, ou seja, 420 árvores por cada habitante do planeta. Este número é sete vezes superior ao estimado anteriormente, que calculava a existência de 400 mil milhões de árvores.

 

A equipa de Thomas Crowther encontrou estes dados usando dados topográficos dos quatro continentes, exceto Antártida, combinados com a análise de fotos de satélite. Os resultados foram depois aplicados de forma estimada ao território sobre o qual não há informação disponível. Por exemplo, dados das florestas no Canadá e no norte da Europa serviram para fazer uma estimativa relativa a florestas similares em zona remotas da Rússia.

 

«Nós não descobrimos novas árvores», explicou o cientista. «O que fizemos foi adicionar mais uma camada de informação que nos permitiu rever as estimativas anteriores».

 

Este cálculo mais fiel irá servir de base para pesquisas e estudos sobre biodiversidade, assim como modelos de mudanças climáticas, uma vez que as árvores têm um papel fundamental na remoção do dióxido de carbono na atmosfera.

 

Outra conclusão importante retirada deste estudo é o papel da atividade humana na desflorestação. Cerca de 15 mil milhões de árvores são cortadas todos os anos, segundo a pesquisa. «A escala do impacto humano é assombrosa», diz Thomas Crowther. «Claro que esperávamos que os humanos tivessem um papel importante mas não achava que este fosse o fator mais importante no controlo da densidade das árvores.»

 

A maior densidade de árvores está localizada nas florestas da América do Norte, Escandinávia e Rússia. Estas florestas, tipicamente carregadas de árvores coníferas, abrigam 750 mil milhões de árvores, 24 por cento do total. As florestas tropicais e subtropicais abrigam 1.3 triliões de árvores, 43 por cento do total.

 

"Ainda que o número de árvores encontrado seja superior ao esperado, os cientistas lançam o alerta: «Não queremos dizer com isto que está tudo bem». Aliás, os resultados mostram que em alguns lugares do mundo, onde se esperava encontrar alta densidade de árvores, as atividades humanas, como a agricultura, não o permitem.

 

com Mood


horadoplaneta às 13:51 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos