Golfinhos de Hong Kong em risco de desaparecerem - ecologistas

Organizações ecologistas de Hong Kong alertam para o perigo de desaparecimento dos chamados golfinhos cor-de-rosa, com o avanço das obras de uma nova ponte e os planos para expansão do aeroporto.


 

Especialistas em conservação garantem que os seus contínuos alertas têm sido ignorados, o que resultou num "rápido" declínio do número de animais nas últimas décadas.

 

O golfinho branco chinês, conhecido como golfinho cor-de-rosa devido ao seu tom rosa, atrai diariamente turistas às águas a norte da ilha de Lantau, em Hong Kong.

 

O golfinho foi também a mascote oficial da cerimónia de transferência de administração em 1997, quando a cidade regressou à China.

No entanto, apesar do afeto popular para com estes mamíferos, os especialistas temem que, em breve, estes venham a desaparecer.

 

Os planos para uma terceira pista no aeroporto Chek Lap Kok podem ser o último prego no caixão, dizem.

 

"Se o projeto avançar, vai provavelmente afastar os golfinhos das águas de Hong Kong", defendeu Samuel Hung, presidente da Hong Kong Dolphin Conservation Society, que há 20 anos sai para o mar pelo menos duas vezes por semana para monitorizar a atividade dos golfinhos.

 

"De certa forma parece que os estamos a empurrar cada vez mais na direção do precipício, e se dermos esse empurrão final, eles vão desaparecer para sempre. Julgo que agora é o tempo para agirmos em conjunto", apelou.

 

Segundo Hung, há cerca de 60 golfinhos nas águas de Hong Kong, uma significativa descida em relação aos 158 que havia em 2003.

 

"O declínio dos golfinhos é causado por vários fatores, incluindo excesso de pesca e poluição (...) mas acho que o maior contributo vem do aumento do tráfego de ferries de alta velocidade", disse.

 

@Lusa

horadoplaneta às 07:47 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos