Quarta-feira, 25.05.16

Indonézia sunu animál embalsamadu sanulu hodi kombate tráfiku ilegal

Autoridade indonéziu sira sunu ona tigre hosi Sumatra sira, sasán halo ho marfin no sasán sira seluk ne'ebé iha ligasaun ho tráfiku moris selvajen nian, ne'ebé hanesan tentativa ida hodi halakon korajen ba tráfiku animál sira no ba indústria sira ne'ebé halo parte iha tráfiku. 

 

Foto: Hotli Simanjuntak / EPA


Animál ho sasán sira sunu iha Banda Aceh loron ida hafoin konfiska tiha ona hosi responsável sira hosi Ministériu Floresta sira indonéziu nian no hosi Ajénsia Konservasaun Natureza lokal.

 

Imajen sira haleu daudaun mundu no, tuir autoridade indonéziu sira, bele ajuda hodi kombate tráfiku ilegal animal sira nian ne'ebé tinan-tinan iha folin millaun €17.000 iha mundu tomak.

 

Tinan-tinan, tuir haktuir hosi Mail Online, animál millaun 40 mate hodi bele tama iha konta sira hosi indústria kulit nian. Hosi animal 10 ne'ebé sunu iha loron-tersa ne'e iha tigre Sumatra neen - iha de'it tigre Sumatra hamutuk 400 maka moris iha mundu. Maski nune'e, kastigu másimu ba tráfiku ilegal moris selvajen nian, iha Indonézia, to'o de'it tinan lima iha kadeia no multa ida ho folin €9.000.

 

Foin lalais ne'e, Kénia sunu ona marfin hamutuk tonelada 105 hodi halakon insentivu ba trafikante sira animal selvajen nian.

 

Fonte: Green Savers

horadoplaneta às 16:50 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Indonésia queima 10 animais embalsamados para combater tráfico ilegal

As autoridades indonésias queimaram vários tigres-de-Sumatra, objectos em marfim e outros troféus ligados ao tráfico de vida selvagem, naquela que é mais uma tentativa de desencorajar o tráfico de animais e toda a indústria que se move à sua volta.

 

Foto: Hotli Simanjuntak / EPA

 

Os animais e objectos foram queimados em Banda Aceh um dia depois de terem sido confiscados pelos responsáveis pelo Ministério das Florestas indonésio e Agência de Conservação da Natureza local.

 

As imagens estão a correr mundo e, segundo as autoridades indonésias, poderão ajudar no combate ao tráfico ilegal de animais, que vale €17.000 milhões por ano globalmente.

 

Todos os anos, avança o Mail Online, 40 milhões de animais são mortos para entrarem nas contas da indústria da pele. Dos 10 animais queimados na terça-feira, seis eram tigres-de-Sumatra – apenas 400 tigres desta espécie permanecem no mundo. Ainda assim, a pena máxima para o tráfico ilegal de vida selvagem, na Indonésia, são até cinco anos de prisão e uma multa de €9.000.

 

Recorde-se que, recentemente, o Quénia queimou 105 toneladas de marfim para desincentivar os traficantes de animais selvagens.

 

Fonte: Green Savers

horadoplaneta às 16:34 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Março 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO