Segunda-feira, 29.02.16

Sociedade civil timorense apela a apoio empresarial lusófono a projetos sustentáveis

O responsável de uma das principais organizações da sociedade civil timorense pediu, no passado sábado, a empresários lusófonos para se juntarem aos esforços de desenvolvimento de projetos sustentáveis no país que, na agricultura e turismo, já beneficiam centenas de famílias.  

 

Foto@ Rui Ramos ba SAPO Timor-Leste

 

"Estes projetos estão a aumentar o consumo mais variado de alimentos, a aumentar o acesso à escola, saúde e medicamentos e a melhorar as competências pessoais e sociais através do contacto com os turistas", explicou Virgílio Guterres, diretor da ONG Haburas.

 

"Gostaríamos que se juntassem a nós para poder melhorar a qualidade e a quantidade da oferta que a natureza de Timor-Leste nos oferece, com apostas nesta área do turismo, que é um pilar importante para o desenvolvimento do país", afirmou.

 

Guterres, que intervinha no 1.º Fórum Económico Global da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Díli, detalhou projetos de desenvolvimento sustentável e de energias renováveis aplicados nos últimos anos em Timor-Leste pelas organizações Haburas e Raebia que incluem apoio na formação nos diversos setores do turismo, em agroecologia e "na preservação da identidade cultural timorense".

 

Até final do ano passado, os programas de agroecologia tinham permitido a 600 agricultores aplicar técnicas de agricultura sustentável, com colheitas mais produtivas. Foi reduzida a destruição das florestas e um grupo de mulheres conseguiu receitas de 3.000 dólares na venda de mandioca frita, com 300 famílias a realizarem 21 mil plantações de madeira e 22 mil de frutos e plantas industriais entre 2012 e 2015.

 

Por fazer, destacou, está, por exemplo, a criação de uma rede de armazenagem e comercialização de produtos hortícolas e agrícolas nos supermercados e mercados do país, a criação de pequenas indústrias transformadores e melhorar o cultivo e a produção animal.

 

No campo energético, o objetivo é desenvolver energias renováveis, nomeadamente, no biogás e na energia solar.

 

com Lusa

horadoplaneta às 14:21 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Sosiedade sivil timoroan apela ba apoiu emprezariál luzófonu ba projetu sustentável sira

Responsável hosi organizasaun prinsipál ida hosi sosiedade sivil timoroan nian husu ona, iha loron-sábadu liubá, ba emprezáriu luzófonu sira hodi halibur esforsu sira dezenvolvimentu ba projetu sustentável sira iha nasaun ne'ebé, agrikultura ho turizmu, fó ona benefísiu ba família atus resin. 

 

Foto@Rui Ramos ao SAPO Timor-Leste

 

"Projetu sira ne'e aumenta daudaun konsumu ba hahán oioin, aumenta asesu ba eskola, saúde no ai-moruk sira no hadi'a kompeténsia ema sira nian no sosiál liuhosi kontaktu ho turista sira", esplika hosi diretór ONG Haburas nian, Virgílio Guterres.

 

"Ami hakarak atu imi bele mai hamutuk ho ami hodi bele hadi'a kualidade no kuantidade hosi oferta ne'ebé natureza Timor-Leste nian oferese, ho aposta sira iha área turizmu ne'ebé hanesan baze importante ba dezenvolvimentu nasaun nian", nia hatete.

 

Guterres, ne'ebé ko'alia iha Fórum Ekonómiku Globál dahuluk hosi CPLP nian, iha Díli, hato'o detalle hosi projetu sira dezenvolvimentu sustentável no enerjia renovável sira ne'ebé aplika iha tinan hirak ikus ne'e iha Timor-Leste hosi organizasaun sira Haburas ho Raebia ne'ebé inklui apoiu iha formasaun ba área oioin hosi turizmu, iha agroekolojia no "iha prevensaun ba identidade kultural timoroan nian".

 

To'o tinan 2015 nia rohan, programa sira hosi agroekolojia permiti ona ba agrikultór na'in 600 hodi aplika téknika agrikultura sustentável nian, ho kolleita ne'ebé produtivu liu. Hamenus ona destruisaun ba ai-laran sira no grupu ida feto sira nian hetan ona osan dolár 3.000 hosi fa'an ai-farina sona, ho família 300 hala'o plantasaun rihun 21 ai nian no rihun 22 ba ai-fuan sira no ai industriál sira entre tinan 2012 no 2015.

 

Nia destaka katak sei halao kriasaun rede ida armazenajen nian no komersializasaun hosi produtu hortíkola sira no agríkola sira nian iha supermerkadu sira no iha merkadu sira nasaun nian, harii indústria transformadór ki'ik sira no hadi'a kultivu no produsaun animál nian.

 

Iha kampu enerjétiku, objetivu maka dezenvolve enerjia renovável sira, liuliu, iha biogás no iha enerjia solár.

 

ho Lusa

horadoplaneta às 14:18 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

pesquisar

 

Janeiro 2018

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO